O estranho andarilho que avistei nas colinas.

   Talvez eu esteja sempre preparada para todos que queiram ir embora. Não há surpresas nos desapontamentos, nas frustrações. Poucas coisas me chocam, pois já vi de tudo um pouco. De várias dores tive uma amostra grátis. Posso parecer alguém que cria muitas expectativas, mas a verdade é que essa não sou eu. Encaro tudo com… Continuar lendo O estranho andarilho que avistei nas colinas.

Um texto sobre um outro texto.

   Acabei de escrever inúmeras linhas sobre sentimentos de insuficiência e inseguranças. Apaguei todo ele porque, sinceramente, não aguento mais ouvir a mim mesma sendo tão cruel comigo. Esses sentimentos não vão deixar de existir porque apaguei as palavras que se referiam a eles, mas não quero lê-las novamente.    Talvez meu maior cansaço não… Continuar lendo Um texto sobre um outro texto.

Let me be brave.

   Dias cinzas costumam ser propícios para reflexões, e eu quem o diga. Olhando pela janela, tomando um café, do jeito mais clichê possível, pensei sobre algumas coisas que vem me incomodando demais ultimamente. E, como de praxe, meu primeiro reflexo foi de escrever sobre. Cá estou, afinal.    Nunca consegui sentir por metades. Ou… Continuar lendo Let me be brave.